terça-feira, 23 de março de 2010

Carta - 23 de março 2009

Ciao Cláudia!

Era para escrever-te com mais freqüência, scusa. Nos últimos tempos a vida entrou na contramão e você aprendendo a dirigir à inglesa. Porém, desejei muito escrever esta carta pois amanha você fará 33 anos, ou melhor, faremos.

.

Este ano houve uma reviravolta na sua vida. Acredito que se lembrará de tudo o que esta acontecendo hoje. Não tem sido fácil mas tem apreciado este amadurecimento. Até as dificuldades com o renovo do permesso e a possibilidade de ter que sair da Itália são desafios que você escolheu viver. Desejo, para o nosso bem, que vença. Aliás, nem sempre é possível vencer mas sempre se pode aprender. E uma das coisas que tem aprendido é olhar mais para as soluções do que os problemas. Mais um passo, Cláudia, mais um passo!

.

Este ano você conseguiu mais uma coisa que sempre desejou: aprendeu o verdadeiro senso do valor de família. Sabe aquela coisa boa de saber que tem pessoas com quem pode contar, dividir e compartilhar? Amor por família é algo para viver com intensidade. Que bom que aprendemos isso ainda a tempo. Você tem a fortuna de ter pais maravilhosos e um irmão que é o motivo de que se for para ter filho eles terão que ter um irmão como você tem.

.

No início deste mês você ganhou o seu presente de aniversário. Ele veio com gosto baiano e te fez ver que aquilo que sempre acreditou é real e possível. Lembrei estes dias que este presente foi escolhido há 9 anos quando você abriu mão de algumas coisas somente para te-lo sem saber quando viria. As vezes parecia que não chegaria, mas chegou! Alias, preste atenção nesta lição: acredite mais no seu coração. Muitas pessoas vão dizer que tudo é ilusão, mas acredite na sua voz interior. Lembra que parecia uma fantasia de sua cabeça. Hoje, existem músicas que chegam aos teus ouvidos como profecias do que está acontecendo. E o que era para ser motivo de insegurança, você vê com tranquilidade pois sabe que o tempo tem te preparado para as experiências novas.

.

De aniversário, eu te desejo que os anos não lhe tirem a sua sensibilidade. Que os seus olhos possam sempre olhar para frente e que suas escolhas sejam sempre por asas. Faço minhas as palavras da carta de Benjamim Button, para a sua filha Caroline, e as deixo para você lembrar sempre de quem é e de como é feita.

“Se quer saber....

Nunca é tarde demais (ou no meu caso, cedo demais) para ser quem você quiser ser.

Não há limite de tempo.

Comece quando você quiser.

Você pode mudar ou ficar como está.

Não há regras para este tipo de coisa.

Podemos encarar a vida de forma positiva ou negativa.

Espero que encare de forma positiva.

Espero que veja coisas que surpreendam você.

Espero que sinta coisas que nunca sentiu antes.

Espero que conheça pessoas com um ponto de vista diferente.

Espero que você tenha uma vida da qual se orgulhe.

E se você descobrir que não tem,

espero que tenha forças para conseguir começar novamente”.

.

Feliz aniversário!

Cláudia

2 comentários:

Tito Coccorese disse...

bem.. emocionar eu sabia que iria.. mas tanto assim.. na verdade não. O que dizer pra vocês duas... bem, antes de mais nada, PARABÉNS.. pela vida, pela coragem, pela determinação e pelo brilho nos olhos que acompanha cada sorriso. E sou muito feliz por ter conhecido vocês... sim, as duas. A de hoje, nossa como eu gosto de você a de amanhã, com toda certeza gostarei mais ainda. Afinal seremos grandes amigos com carimbos em nossos passaportes por muitos e muitos anos. Cláudias, vocês merecem cada pedacinho de felicidade que existe no mundo. Vocês são únicas e maravilhosamente especiais. E uma feliz coincidência de ser seu presente baiano.... heheheh.. milhões de beijos e toda felicidade que exista no mundo pra vocês. Admiro e sou fã de vocês.

Filomena disse...

Nossa, na correria diária fiquei 1 tempo sem passar aqui, e hoje ao ler seu blog percebi que seu aniversário foi há 10 dias! Sono in ritardo...mamma mia. Bem,mas como diz o ditado "o que vale é a intenção"...então: Claudia felice compleanno con ritardo!! Tante cose belle, salute, buonafortuna e pace. Baci