quinta-feira, 10 de junho de 2010

Depois da tempestade, o permesso

No dia 15 de fevereiro deste ano vivenciei umas das experiências mais difíceis da minha vida na Itália. Como contei aqui, perdi o meu permesso e recebi uma carta das autoridades italianas dizendo que tinha 15 dias para sair do país ou fazer causa. Quem esteve perto de mim sabe que perdi o chão. Mas resolvi lutar e, mesmo sem emprego, fui buscar um advogado para me defender.

.

Quatro meses depois eu consegui rever o meu permesso e, melhor, mudei de classificação. Saí do família e passei para permesso de lavoro (trabalho). A vantagem é que agora não dependo mais da minha prima e posso ir para onde quiser dentro da Itália, porém tenho sempre que estar trabalhando com carteira assinada.

.

De tudo, fica a sensação que venci uma batalha e que me livrei de uma gaiola. Aliás, me sinto um pássaro. Daqueles que fazem ninhos nos mais altos picos e tem prazer em dar vôos rasantes nos precipícios. Às vezes assusta e eu sei que não sou alguém dotada de sorte ou algo fora do comum. Sou uma pessoa normal, que precisa de colo, de apoio, que tem medo, que acha que não vai dar, mas sempre luta para realizar os objetivos.

.

Nisto tudo eu tenho que agradeçer à todas pessoas especiais que me deram força, ânimo e me encorajam. Inclusive quem vem aqui e mandou energias positivas para mim mesmo sem eu saber quem seja, viu Eva! Como disse Abraham Lincoln “estranhos são amigos que ainda não conhecemos”. Obrigada de verdade! Vocês foram fundamentais neste processo.

.
Como se diz em italiano: Grazie mille!

3 comentários:

Martinha disse...

Oi Cláudia, acabei de descobrir seu blog, adorei!
Virei sempre aqui!
Beijos de Salvador/BA

Cris disse...

Claudia

Parabens por mais essa batalha vencida!

Eh isso ai, vamos em frente e lutar pelos nossos sonhos!

Um grande abraço e bom fim de semana!

Anônimo disse...

Claudia!!! Que Felicidade!!!Parabéns por essa super-Vitória, voe muito, e voe sempre! Você merece. Abracos, Eva