sábado, 25 de abril de 2009

Uma vida em um ano

Antes de tudo, desculpem pela falta de post. Estou sem net. Postar è quase um martírio. E, desta vez, num teclado totalmente europeu. Sem acento.

*********

Dia 12 de Abril completei um ano no exterior. Nestes 365 dias vivi uma vida inteira. Deixei para trás uma coisa certa para vir atrás de algo novo. E, dia após dia eu descubro algo novo em mim e no mundo a minha volta. Durante anos eu sonhei com este momento. Como seria falar uma outra língua, comer de outra forma, conhecer pessoas diferentes de mim? Visualizei conquistas, sonhos, realizações. Aprendi a superar a solidão, a conviver com a "frieza" europeia, com hábitos que me assustam. Comecei a achar belo até o que antes era feio. Vejo que os meus gostos e pensamentos estão mudando. Justamente num país onde as amizades são difíceis de serem feitas eu tenho aprendido sobre o sentido mais profundo deste sentimento. Nunca imaginei que habitando em um país eu conheceria tantas culturas. Sim, pq aqui tem muitos imigrantes e acabo conhecendo costumes de todos cantos do mundo.

Me recordo que logo que cheguei, ao falar com meu pai pelo tel, ele me disse que não ouvia minha voz assim feliz havia tanto tempo. Era verdade e ainda è. O sentimento de satisfação realização não passou. Não vivo num mundo faz de conta. No país das maravilhas. Vivo perrengues chatos, vontade de fazer outras coisas, de mudar de trabalho, preocupação com o renovo do meu permesso mas tudo isso passa quando olho em volta e vejo que estou onde sempre desejei estar. Ai volto a fazer novos planos e me imagino fazendo o meu master, vivendo um tempo em Londres, dando a volta no mundo, comendo com os beduínos, dançando com os africanos. Nestes momentos volto a pensar no Brasil e não consigo apontar mais como minha casa. Sim, ainda é e sempre será meu referencial mas a minha casa se tornou o mundo. Descobri que sou muito adaptável ao meio. Vivo a fase camaleoa. Opure, me sinto uma criança que aprende tudo. Como disse a Adriana me sinto uma esponja!


3 comentários:

Ana disse...

Muito legal seu post! Torço para que você faça seu master, vá para Londres, coma com os beduínos e dance com os africanos, nossa vida é a gente quem decide e o mais importante é ser feliz, independente de onde se esteja e de quanto dinheiro esteja no bolso.
Um beijo,

Pati disse...

Olá Claudia, cheguei no seu blog através do blog da Ana, e adorei sei blog!
Que experiencia incrível a sua! Estou vivendo algo parecido, achei legar encontrar alguém que já está há mais tempo e tem as impressoes reais do que é morar por aqui!
Vejo que vc tb é taurina como eu!
enfim, me identifiquei com vc e vou te acompanhar!
Fiquei encantada com suas fotos de verona, devo ir para lá em maio
bjs
Pati

turismo disse...

Nossa Claudia, virei sua fã!
Fico até com vergonha de me lamentar da minha vida, ao ler seus posts... Porque eu me sinto 'velha' pra começar algo novo, pq sinto que estou 'atrasada' profissionalmente, por vários motivos, me sinto tão cansada, e vc teve coragem de mudar sua vida, começar tudo de novo, traçar novos objetivos, e por em prática seu sonho...
Gostaria de tricotar um pouco no MSN, se vc quiser me add babi_mb@hotmail.com

Beijossss e parabéns!

Barbara (Comunidade "Eu Vou Pra Itália")