quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Planejando as férias

Agora posso falar: vou passar minhas férias em Roma e Nápoles e ainda aproveito para conhecer Pompéia e Capri. Estava organizando tudo e vendo as possibilidades. Como já fechei o roteiro, comprei as passagens e reservei os hotéis, está na hora de compartilhar com vocês.

.

Serão apenas seis dias, de 24 a 30 de Agosto, e no total estilo mochilão. Ou seja, economia total. Apesar das escolhas serem baseadas no que pesa, ou não, no bolso, a qualidade do percurso foi mantida.

.

O roteiro:

Dias 24, 25 e 26 – Roma e Vaticano

Dia 27 – Pompéia

Dia 28 – Nápoles

Dia 29 – Capri

Dia 30 – Retorno a casa (em off: chegando a Treviso, há a possibilidade de fazer um bate-volta até Trieste e aproveitar o último dia de férias).

.

Encontrei uma promoção de passagem aérea para Roma, pela Raynair, no site da VolaGratis, por apenas €36,00 ida e volta.

Para fazer os percursos internos mais distantes da “Cidade Eterna” vou comprar o bilhete de ônibus, com validade para três dias, a €11,00. Nos demais destinos, farei uso somente do ticket diário, com validade e duração variáveis.

O meio de locomoção entre as demais cidades será o trem. Os preços são atrativos, basta olhar no site da TrenItalia. Assim, de Roma vou até a Estação Central de Nápoles, por € 19,50. De lá, mudo de trem para a Estação Pompei Scavi Villa Misteri, por € 2,40, e vou conhecer o famoso sitio arqueológico de Pompéia.

Para ir a Capri será necessário usar a barca. Pela Caremar o ticket sai por €7,60.

.

Hospedagem

Para Roma, tive excelentes recomendações do Hotel Alessandro Palace na comunidade no Orkut “Europa de Mochila”. Na verdade è um albergue da juventude e o valor da diária, em dormitório misto para seis pessoas, um preço bastante interessante para a cidade, somente € 22,00. Pelos comentários de quem ficou lá, estou tranqüila*. O albergue está perto da Estação Termini, staf bom, quartos e banheiros limpos.

Farei de Nápoles minha base para Pompéia e Capri. Depois de procurar MUITO por um “ostello” com ar condicionado no quarto, relaxei e desisti. Vou ficar no bem recomendado Hostel of the Sun que tem apenas ventilador para os dormitórios e vou pagar € 20,00, pela diária. Neste, o ar é somente para as suítes que estavam fora do meu orçamento mochileiro. A favor tem as boas recomendações nos sites de prenotações de hotéis e da Carla, da comunidade no Orkut (grazie cara), que já esteve alojada por lá. Pelo o que me foi informado, a zona onde está localizado o hotel é segura.

*A única coisa que me preocupa nesta viagem é a insegurança destes belos pontos turísticos. Para quem viveu 32 anos no Brasil e nunca foi assaltada, é normal sentir medo, certo? Para entenderem o que falo, até os guias italianos informam quais pontos a serem evitados, principalmente pelas mulheres, atenção às carteiras e mochilas e evitar determinados pontos à noite.

.

Informações

Para pensar o que fazer e onde ficar pesquisei muito. Vou deixar os links e nomes dos guias do que tenho visto. Assim, quem pretende planejar algo semelhante poderá se inspirar também.


Para Roma e Vaticano:

Para Pompéia:

Para Nápoles e Capri:

  • guia Napoli e la Costiera Amalfitana, editora EDT – Loney Planet, de Duncan Garwood e Cristian Bonetto.
  • Site do viajante profissional, e meu guru, Ricardo Freire: Viaje na Viagem.

.

Arrivederci!

Um comentário:

Karla disse...

Cláudia, adorei o seu blog... já está nos meus favoritos! Espero q a sua viagem seja maravilhosa e aguardo aqui (e na comunidade "Eu vou pra Itália") os relatos de suas aventuras.
Mille baci!

PS.: Espero q goste do hostel!